5 Músicas para NÃO entrar na igreja

Com essa música eu não caso!

Você resolve se casar, legal. Então começam os preparativos e na hora de escolher a trilha que embalará sua entrada triunfal na igreja, você não pensa duas vezes: Vai tocar a sua banda do coração, claro! Então você escolhe a música ( sim, o instrumental, porque a letra você não entende lhufas, e nem procura entender, afinal balada é tudo igual, todas falam de amor), contrata os músicos e …  PASSA O MAIOR VEXAME PORQUE A MÚSICA QUE VOCÊ ESCOLHEU PRA SELAR SEU MAIS NOBRE MOMENTO DE AMOR, NA VERDADE FALA DE TRAIÇÃO!

Chato né?

O pior é que existe uma grande porcentagem de seres que realmente fazem isso!

As músicas listadas a seguir já foram trilha sonora de vários casamentos. Espero que eles continuem firme e fortes, porque se depender das músicas escolhidas…

E espero que quando você for se casar, escolha a música certa e pesquise sobre a letra!! 

  5.    Annie Lennox –  No More I Love You´s  

“Não digo mais “eu te amo”

As palavras estão me deixando

Não digo mais “eu te amo”

As mudanças estão acontecendo além das palavras.”

Super tendência de romantismo para casamentos. Só que ao contrário.

4.  The Beatles – Yesterday

“Ontem

Todos os meus problemas pareciam tão distantes

Agora parece que eles vieram pra ficar

Oh, eu acredito no passado.”

Significativo, não? 

3.  Eric Clapton – Tears in Heaven

“O tempo pode te botar para baixo

O tempo pode fazê-lo curvar-se

O tempo pode partir seu coração

Fazê-lo implorar por favor

Implorar por favor.”

 Na boa, o que leva um ser humano a querer entrar na igreja com uma música feita por um pai que perdeu seu filho de 4 anos que caiu do 53º andar de um prédio?

2.  R.E.M – Everybody Hurts

“Se você tiver vontade de desistir (aguente firme)

Se você achar que teve demais desta vida,

Para prosseguir…”

 A impressão que se tem é a de que o Michael tá dando uma força pro noivo conseguir casar:

“Se você tiver vontade de desistir

de casar com essa baranga chata

(aguente firme) …”

1.  U2 – One

“Eu te pedi demais? Mais do que devia?

Você não me deu nada e isso agora é tudo o que tive

Nós somos um, mas não somos iguais

Bem, nós ferimos um ao outro e estamos fazendo de novo.”

Não é preciso dizer escrever mais nada depois do depoimento do próprio Bono no livro U2 by U2:

 “É antirromântico. Nunca entendi porque é que as pessoas gostam de tocar ‘One’ em seus casamentos. Conheço pelo menos cem pessoas que tocaram essa música quando se casaram. Costumo dizer:

– Você é maluco? Só fala de separação!” 

BÔNUS TRACK

Eu não vou emitir opinião nenhuma sobre os 3 vídeos a seguir, afinal gosto não se discute, se lamenta! Assista você mesmo e tire suas próprias conclusões …

Entrada na igreja ao som de Fear of  The Dark

Entrada na igreja ao som de “Superman” – sim, o filme!

Entrada na igreja ao som do HINO DO CORINTHIANS! PQP!!!! Eu mandava matar…

Trilha sonora deste post : Ramones – “Rocket to Russia”  =)

Anúncios

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Listas, Música e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para 5 Músicas para NÃO entrar na igreja

  1. Thaís disse:

    só para constar…a musica tears in heaven de eric clapton nao foi feita para seu filho em sim para o avô..a musica circus foi feita para ele..por favor leiam a biografia e nao escrevam besteiras..biografia mesmo..o livro,..e nao axados de internet

    Curtir

    • rosegomes disse:

      Boa tarde,Thaís. Não gosto de sair por aí postando ACHADOS da internet sem ter certeza da veracidade
      dos fatos. Sobre a canção ser escrita para o filho de Clapton, a informação foi tirada da
      entrevista cujo link deixarei abaixo pra vc conferir. Não está legendado, não sei se vc sabe falar
      inglês, porém aos 17 minutos e 59 segundos, Clapton diz que havia escrito a canção para um filme (Rush), mas que quando o acidente com seu filho aconteceu, ele deu à canção um outro significado, que
      poderia tanto ser usado para o filme, como para o que aconteceu com seu filho. Inclusive nesta
      entrevista ele toca Tears in Heaven pela primeira vez, surpreendendo a jornalista Sue Lawley pela
      emoção e beleza da canção. Então podemos concluir SIM que a música é uma homenagem ao pequeno Conor.
      Grande abraço.

      “There is a song that I’ve written for a movie, but in actual fact it was in the back of my
      head but it didn’t really have a reason for being until I was scoring this movie which I did
      a little while ago and then it sort of had a reason to be. And it is a little ambiguous because it could be taken to be about Conor but it also is meant to be part of the film.”

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s