3 Álbuns cinco estrelas de março

article-new_ds-photo_getty_article_110_253_80406748_XS

♫♪ Musiquinha boa…♫♪

O mês de março realmente foi recheado de bons lançamentos. Para se ter uma ideia, logo na primeira quinzena tivemos APENAS Hendrix, Bowie e Clapton, discos muito bem produzidos e cheios de boas canções. Além destes andei ouvindo outros igualmente interessantes e vou falar rapidamente de 3 que tocaram bastante por aqui nesse último mês, sendo um lançamento, um clássico e outro mais recente.

Suede –  Bloodsports (Março 2013) – Vou começar falando de mais um  lançamento do mês de março. Bloodsports é o recente trabalho dos ingleses do Suede que não lançavam nada desde 2002 e retornam com um disco bem atraente. O álbum mantém a mesma pegada britpop que consagrou a banda nos anos 90, porém com um toque mais moderno e marcante. O vocal de Brett Anderson permanece forte e intenso, e no instrumental  as habilidades do guitarrista Richard Oakes  são bastante ressaltadas, principalmente nas faixas Snowblind e Hit Me.

As músicas Barriers (que traz o trabalho interessante de Simon Gilbert na batera), It Starts and Ends with You (primeiro single lançado pela banda)e For the Strangers (que já tem rádio tocando por aí), são sem dúvida as grandes estrelas do álbum.

Belíssimo disco. ★★★★★

Queen – A Day at the Races ( Dezembro 1976 ) – Esse foi o primeiro álbum que ouvi por inteiro do Queen, e um dos meus preferidos. Considero como sendo um dos discos mais sensíveis da banda, tanto nas letras (“Homem branco, você não vê a luz que vem de trás desse céu escuro? Homem branco, homem branco, você me tirou a visão pra cegar meus pobres olhos. Homem branco, homem branco,aonde você irá nos esconder do inferno que você criou?” – trecho de White Man), como no instrumental. O disco abre os trabalhos com a maravilhosa Tie Your Mother Down que traz a profissional sincronia da banda (marca registrada dos caras) e um solo mítico do competente Brian May. You Take My Breath Away é sem dúvida uma das mais lindas músicas já feitas e minha preferida da banda, tanto pela letra “Você pode me reduzir a lágrimas com um único suspiro,cada fôlego assim você leva, qualquer som que você faz é um sussurro em meu ouvido…”, como pela execução dos vocais e do singelo instrumental.

O guitarrista Brian May assume o microfone em Long Away, outro destaque do disco. A canção traz uma batida swuingada em harmonia com o belíssimo coro dos músicos. Não posso deixar de destacar ainda a presença da clássica Somebody to Love (que executada no toca-discos traz uma sensação arrepiante!), a marcante Drowse (guitarra e baixo excepcionais) e a belíssima Teo Torriatte (Let Us Cling Together) que traz a magnífica interpretação de Freddie Mercury que canta dois refrões da canção inteiramente em japonês.

Uma das maiores obras-primas da música. ★★★★★

Ocean Colour Scene – Painting (Fevereiro 2013) – O Ocean Colour Scene foi mais uma  daquelas descobertas magníficas que o Song Pop me proporcionou. Mal havia descoberto a banda e eles já haviam lançado um disco novinho em folha. E excepcional.

Pra quem curte o trabalho de bandas como Beatles, Stones e The Who o OCS é um prato cheio, e Painting um verdadeiro parque de diversões. O novo álbum dos britânicos é marcado por influências sessentistas, como nas ótimas We Don’t Look In The Mirror (tive a impressão de estar ouvindo uma inédita dos Beatles) e Weekend (me remeteu à fase solo de McCartney). Em If God Made Everyone –a melhor do álbum – fica evidente a lembrança de um The Who mais pesado com os vocais marcados de Simon Fowler e a  guitarra cheia de swing de Steve Cradock, enquanto Professor Perplexity traz uma mistura das bandas já citadas com elementos psicodélicos, proporcionando uma verdadeira viagem no tempo. As faixas I Don’t Want To Leave England, Mistaken Identity e The New Torch Song valem a pena ser conferidas.

Disquinho afiado. ★★★★★

************

Postado ao som da banda Ocean Colour Scene – Painting -2013

Anúncios

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Álbuns, Música e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para 3 Álbuns cinco estrelas de março

  1. erick disse:

    Boas bandas , bons discos
    Voce tem bom gosto e pior que eu não tinha ouvido falar desse albuns

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s