A batida charmosa do príncipe do Soul, Al Green

al_green

Não fique tímido Al, você merece!

Ontem um dos maiores intérpretes do soul e R&B – Al Green – completou 67 primaveras. Junto com Marvin Gaye ele “propagou” a (boa) música negra e nada melhor do que falar um pouco sobre sua extensa carreira, principalmente sua obra musical.

Quando Albert Greene começou a cantar aos nove anos com seus outros três irmãos no grupo gospel Green Brothers, ele nunca poderia imaginar que se tornaria um dos grandes nomes do soul mundial. Já adulto, Al Green (nome artístico que adotou), formou um grupo de R&B, o Soul Mates que alcançou o top 5 da parada Black Singles da Billboard, com a canção “Back Up Train”, em 1968.

Tempos depois Green deixou a banda e seguiu uma promissora carreira solo. Lançou em 1969 o álbum “Green is Blues”, seu disco de estreia, que traz as graciosas Talk to Me, Gotta Find a New World, What Am I Gonna do With Myself  e revisita Temptations, Box Tops, Beatles e George Gershwin, dando uma nova identidade às regravações.

No ano seguinte foi a vez do álbum “Al Green Gets Next to You”, que conta com a minha preferida, Tired of Being Alone, cheia de swuing e muito bem acompanhada de orquestra e baixo marcado, além dos covers de I Can’t Get Next to You dos Temptations e Light My Fire do Doors, onde mais uma vez Green acrescenta seu charmoso toque de soul e personalidade.

Em 1972 o cantor lançou um de seus grandes sucessos “Let’s Stay Together”, que chegou à oitava posição na parada Pop da Billboard e primeiro lugar na parada Black. Dele, eu destaco as canções La-La for You, How Can You Mend a Broken Heart (regravação do Bee Gees que ficou infinitamente superior com a interpretação de Green) e Let´s Stay Together, música-título que atingiu o topo das duas listas e é sem dúvida um grande clássico do soul.

A partir daí o cantor alcançou grande êxito, lançando vários sucessos e verdadeiras preciosidades musicais, só para citar algumas: I’m Still in Love with You, de 1972, Call Me (Come Back Home), Here I Am (Come and Take Me) de 1973, Sha-La-La,(1974), Full of Fire (1976), entre outras.

Depois do triste episódio de agressão da sua namorada em 1974, (ela jogou grits fervendo sobre Al, enquanto este tomava banho, e posteriormente suicidou-se, com uma arma do cantor), ele ficou mais próximo da religião, se convertendo ao cristianismo e podemos perceber a mudança em algumas de suas letras, como na música Belle do disco “The Belle Album”, de1977: “Oooh, Belle the Lord and i’ve been friends for a mighty long time, leaving Him has never ever really crossed my mind”, algo como “o Senhor e eu temos sido amigos por um longo tempo poderoso, deixá-lo nunca realmente passou pela minha cabeça.”

A partir da década de 80 Green passou a se dedicar apenas à música gospel , retornando em um dueto com  Annie Lennox no ano de 1988. “Put A Little Love In Your Heart” tem batida típica oitentista e letra solidária.

Colecionador de vários grammys  em diversas categorias, só pra citar algumas: “Melhor performance Soul/Gospel”, melhor vocal de R&B, melhor performance masculina de soul, conjunto da obra, entre muitos outros, o músico entrou para a lista dos 100 maiores artistas de todos os tempos da revista Rolling Stone, em 2003, ficando no 65º lugar.

Deixo vocês com a minha preferida do “aniversariante” Al Green, em uma performance memorável no programa  Soul Train.

***************

Postado ao som de “Al Green Gets Next to You” -1970

 

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Álbuns, Música, Soul e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s