O lendário videoclipe de Thriller

michael

Thriller: Fazendo as criancinhas borrarem as calças desde 1983.

Quando pensamos em videoclipes bem elaborados, cheios de efeitos e que mais se parecem filmes, logo nos lembramos do mítico Thriller, um dos mais marcantes vídeos da história. O clipe de Michael Jackson coleciona prêmios e sempre está presente no topo das listas de melhores registros videoclípticos (como diria o Reverendo Massari), de todos os tempos.

Com custo de US$ 500 mil (pagos pela MTV e  Showtime), o vídeo dirigido pelo cineasta britânico John Landis – o mesmo de “Um Lobisomem Americano em Londres”  e que viria a dirigir o clipe de Black or White 8 anos depois – foi lançado em 1983 e tem aproximadamente 14 minutos de duração entre cenas de interpretação de Michael e da atriz Ola Ray, que inclusive era coelhinha da Playboy, (pois é, com aquela carinha de santa, hein? Risos), além da dança performática inesquecível do corpo de bailarinos.

Quem nunca tentou fazer a coreografia de Thriller não sabe o que é ser feliz!

600full-ola-ray

Ola Ray, ssssssssssssensual.

Jackson chegou a sofrer ataques de Testemunhas de Jeová, que descobriram que o cantor faria um clipe sobre lobisomem e zumbis e ameaçaram excomungá-lo por violar suas rígidas regras sobre imagens ocultas.  Em resposta à eles Michael inicia o vídeo com uma mensagem para se defender de tais ataques.

“Due to my strong personal convictions, I wish to stress that this film in no way endorses a belief in the occult.'”

“Em função de minhas fortes convicções pessoais, quero enfatizar que este filme de forma alguma endossa uma crença no oculto.”

O enredo trata de um casal de namorados que está passeando tranquila e romanticamente quando a gasolina do carro acaba. Enquanto a dupla caminha pela estrada Michael pede sua namorada em noivado e começa a lhe contar um segredo. É quando a lua cheia aparece e Jackson se transforma em um tenebroso lobisomem (que cá entre nós estava muito gato se comparado à imagem recente do finado cantor, né não?). A namoradinha de Michael foge desesperadamente dele e de repente percebemos que a história na verdade era um filme de terror chamado Thriller, que o mesmo casal de namorados estava assistindo no cinema.

4-michael-jackson-thriller--large-msg-125207825972

Michael felizão com sua pipoquinha.

img-393006-ola-ray-e-michael-jackson-no-clipe-de-thriller

De repente: Ops, esse filme tá ficando tenso…

Assustada com a película a namorada resolve deixar o recinto. Aos 4:28 enquanto estão na porta do cinema se você reparar verá o pôster de um filme por trás da atriz. Esse filme realmente existe, chama-se “Schlock” e foi dirigido também por Landis que não perdeu tempo e tratou  logo de fazer um jabazinho básico em prol dele mesmo. Logo depois disso enquanto caminham, Jackson todo faceiro começa a cantar e vários zumbis saem de suas covas, (entre eles Rick Baker, o maquiador do vídeo, que ganhou uma participaçãozinha marota no clipe e sai todo todo de seu mausoléu), nisso Vincent Price começa então sua narração macabra e The Number of the Beast começa a tocar… brincadeirinha, risos.

De repente, não mais que de repente, Michael ali, no meio da zumbizada também se transforma em um deles para desespero total de sua coelhinha, ops, namorada. É a partir daí que começa a sequência de coreografia mais bem feita da história. Depois que os mortos-vivos mostram que sabem mexer literalmente os respectivos esqueletos, Jackson com a ajuda de seus amiguinhos do além-túmulo volta a perseguir a pobre (a essas alturas já ex), namorada. Essa era a parte que eu mais tinha medo na minha infância: os zumbis invadindo a casa da pobre moça. Mas aí a garota acorda e percebe que tudo foi apenas um pesadelo e seu amado Michael está ali (aparentemente) normal. Porém ao virar-se para a “telinha” seus olhos ficam amarelos como na hora em que se transformou em lobisomem no início do vídeo e aí surge aquela gargalhada horrenda. Que medo!

Jackson THRILLER

Credo em cruz!

Thriller acabou ganhando status de filme e ficou por uma semana em cartaz num cinema dos EUA. Apesar de ter sido indicado para o prêmio de Vídeo do Ano no VMA (premiação da MTV) em 1984, perdeu para o clipe do The Cars “You Might Think”.  Sei lá né…

O fato é que Thriller foi um videoclipe inovador, criativo e revolucionou o mercado musical que passou a investir mais na qualidades dos clipes, além de ser um trabalho inesquecível do grande artista que foi Michael Jackson.

Thriller

Essa turminha vai agitar de montão…

88888888

Postado ao som do Queen, com seu álbum de estreia, o “Queen I” – 1973.

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Música, TV, Videoclipes e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para O lendário videoclipe de Thriller

  1. Adorava!! Fiquei fã do artista maquiador que fez a transformação do Michael…! Rick Baker, hoje ganhador de váaaaaaaaaaaaarios Oscars, é o mesmo cara que fez a transformação (seu primeiro Oscar) de “Um Lobisomem Americano em Londres”…! Clássico…!! 😀

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s