Tapem os ouvidos: 5 versões bregas de clássicos do rock

images

Deus me livre!

O ser humano é realmente muito criativo quando se trata de acabar com a música alheia, especialmente quando a música em questão é de excelente qualidade.

Já vimos isso com  o rock em versões de forró e os covers de música boas que ficaram horrorosas. Pois então agora tapem os seus ouvidos, pois escolhi 5 versões bregas de grandes clássicos do rock.  Isso mesmo, os mentecaptos abaixo tiveram a coragem de estragar músicas realmente boas, trocando composições inteligentes por letras bizarras e  instrumental divino por arranjos toscos. Ouça se for capaz!

Yahoo – Como o Vento (Scorpions – Wind of Change)

O Yahoo é mestre em transformar boas músicas em versões medíocres com arranjos bregas e interpretação de amargar. Escolhi apenas uma em consideração a vocês, mas a lista é bem generosa. Eles já fizeram (a)versões do Whitesnake, Def Leppard, Aerosmith e por aí vai…

Paulo Ricardo – Felicidade (Queen – Love of My Life)

Paulo Ricardo e essa sua mania  de achar que canta. A pessoa pega uma música do QUEEN, banda que tem um dos melhores intérpretes e simplesmente transforma em uma sinfonia dos horrores, digna de trilha sonora de filme de terror.

Reginaldo Rossi – Cansei de Amar (Joe Cocker -Unchain My Heart)  

Não basta assassinar a bela melodia da canção de Joe Cocker com arranjos absurdamente medonhos. Tem que colocar uma letra pateticamente sem nexo. Um  joinha pra você, Reginaldo.

KLB – Não Devo Mais Ficar (Creedence Clearwater Revival – Have You Ever Seen The Rain ?)

O que dizer da versão aterrorizante que o trio tristeza fez de um dos maiores sucessos do Creedence? Sim é o fim dos tempos! Voz  terrível, arranjos tremendamente tristes e a letra? Bom, melhor deixar pra lá porque estou ficando deprimida.

Cleiton e Camargo –Meu Anjo Azul  (Scorpions – Still Loving You)

O Scorpions é a banda campeã em ser vítima de versões mal feitas. Tanto no forró como no brega em geral e também versão sertaneja. A banda de Klaus Meine já deve estar trilhardária só de direitos autorais provindos destes picaretas. Versão triste, quase mórbida. Um brinde ao mau gosto!

 

******** Super Bônus Track *********

Reconhece esta introdução?

 

Sim, é desta música:

 

Agora me diz se é ou não é um verdadeiro atentado aos nossos ouvidos?

 

Postado ao som do Scorpions com o álbum “Love at First Sting” – 1984.

 

Anúncios

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Listas, Música, Versões e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para Tapem os ouvidos: 5 versões bregas de clássicos do rock

  1. Nem sei como comentar isso hahahaa . Belo post Rose!!!

    PS : Tem mais duas blasfêmias aqui : http://hitnarede.com/2010/01/versao-brasileira-dois-classicos-do-u2-por-calcinha-preta/

    Curtir

  2. Rose, olá, tudo bem?
    Ah não o bônus track é um atentado violento ao pudor do nosso rock!
    Que absurdo….kkkk…. E ainda o nome é “Faringes da paixão??????”
    Nem vou dizer mais nada…kkkkkkk
    Impossível ser pior do que isso, cruz credo!

    Beijos querida, arrasou, como sempre!

    Curtir

  3. lbarzi disse:

    Ainda bem que eles não ouvem Blues…

    Curtir

  4. Jorge Takeda disse:

    A “Faringes da Paixão” superou tudo! hahahah
    Ótimo post, parabéns!

    Curtir

  5. Emmanuel Ferreira disse:

    Peraí galera, vamos deixar de ser tão conservadores. Música é transformação, adptação. O próprio rock é rock porque surgiu “desrespeitando” padrões. Fizemos apenas uma breve homenagem de um solo clássico, ouvido e admirado por nós desde crianças. Não encarem como desrespeito, encarem como admiração. Somos fãs do iron, não queremos plagiar ou deturpar. Essa INTRO foi apenas um sample. Ok?

    Faringes da Paixão

    Curtir

  6. Renato disse:

    Roqueiros antes lutavam contra preconceito, hoje são os primeiros a censurar, careta e praticamente tratar o rock como algo sagrado Que decepção. Rock é e sempre será liberdade. Umas das postagens mais caretas e preconceituosas que já vi.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s