O rock progressivo brasileiro em três boas bandas do gênero

O rock progressivo brasileiro em três boas bandas do gênero

O rock progressivo é um gênero bastante complexo, escrever sobre ele com todos os detalhes e pompas que merece pode certamente render um texto tão longo quanto a duração de seus álbuns. O progressivo brasileiro, com bandas de importância gritante na história da nossa contracultura também não fica atrás.

O estilo que teve origem na Inglaterra em meados dos anos 60, ganhou por aqui uma roupagem mais “regional”, com bandas que misturavam aos elementos psicodélicos e tecnológicos da época uma certa dosagem do que sua região produzia musicalmente. Se lá fora os precursores do gênero (Moody Blues, Pink Floyd, Yes e cia) misturavam a sobriedade da música clássica e a técnica requintada do jazz aos sintetizadores, por aqui muitas vezes a sonoridade brasileira aparecia como pano de fundo.

As composições complexas e harmoniosas do progressivo gringo mal surgiram e logo foram consumidas com afinco pelos jovens brasileiros. Prova disso é a lendária banda Os Mutantes, uma das primeiras a beber da fonte prog. Em seguida viriam O Terço, Som Imaginário, Módulo 1000, A Bolha, Bacamarte, Casa das Máquinas, Ave Sangria (da qual já falei aqui) e muitos outros. Vale ressaltar que algumas bandas nacionais surgiram quase que ao mesmo tempo que grandes nomes gringos do cenário.

Três grupos que ao meu ver exemplificam e muito bem o que de melhor se fez no Brasil em termos de rock progressivo são:

O rock progressivo brasileiro em três boas bandas _som imaginarioSom Imaginário: Criada inicialmente para ser apenas uma banda de apoio do músico Milton Nascimento, o Som Imaginário acabou por trilhar um caminho mais independente. Em 1970 lançou seu primeiro (e ótimo) álbum homônio, o primeiro de três trabalhos dos quais o último se destacou por uma sonoridade puramente progressiva. Intitulado “Matança do Porco”, o disco de 1973 flerta abertamente com a música erudita e o jazz. As nove faixas misturam muito bem o progressivo a elementos da música popular brasileira.

Importante destacar que Zé Rodrix e Wagner Tiso foram alguns dos grandes músicos que passaram pela banda.

O rock progressivo brasileiro em três boas bandas _modulo1000Módulo 1000: Formada em 1969, a banda carioca Módulo 1000 é um verdadeiro achado dentro do progressivo nacional. O álbum “Não Fale Com Paredes” – filho único do grupo, lançado em 1972 – é um dos maiores clássicos do gênero, reconhecido como tal até mesmo fora do país. Seguindo uma linha que passeava entre o hard rock pesadaço e o psicodélico, o quarteto contava com  Luiz Paulo Simas (órgão, piano e vocal), Eduardo Leal (baixo), Daniel Cardona  (guitarra e vocal) e Candinho (batera).

Vale lembrar que Simas e Candinho montariam mais tarde a banda Vímana (que também seguia o estilo prog), junto aos feras Lulu Santos, Lobão e Ritchie (sim, aquele do Menina Veneno).

O rock progressivo brasileiro em três boas bandas _bacamarteBacamarte: Concebida no ano de 1974, a banda Bacamarte foi uma das mais respeitadas do gênero. Assim como a Som Imaginário, também passou por diversas formações, tendo como destaque a cantora Jane Duboc, que viria a lançar carreira solo anos depois. O grande chamariz da Bacamarte fica por conta do instrumental riquíssimo e muito bem elaborado. Não é a toa que o álbum debut da banda, “Depois do Fim” (1983), sempre figura em listas mundiais como um dos melhores do gênero, ao lado de grandes nomes da cena.

A audição de Depois do Fim é muito aconselhável por esta que vos escreve. Se você curte viajar num instrumental detalhado, é só dar o play neste disco e ser feliz!

Fotos: Pinterest

Postado ao  som do álbum “Depois do Fim” (1983) – Bacamarte.

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Álbuns, Música e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s