Resenhas: Suede, Megadeth e The Cult

Resenhas Suede The Cult e Megadeth

2016 já começou muito bem em termos de bons lançamentos. Nas últimas semanas andei ouvindo três álbuns de bandas totalmente diferentes e cada um deles, à sua maneira, me surpreendeu bastante. Do britpop fiel e dramático do Suede, passando pelo hard rock feroz do The Cult e chegando ao metal insano do Megadeth, posso garantir que este ano que ainda mal começou reserva muita coisa boa em termos musicais. Dá um confere:

Suede – Night ThoughtsSuede – Night Thougths: Os britânicos do Suede estão de volta com mais um trabalho que garante a identidade da banda, que sempre fez um britpop com pitadas dramáticas, guitarra marcante e sentimento aflorando muito além da pele.

Night Thougths, lançamento deste promissor início de ano, parece ser o irmão mais novo de Bloodsports – último álbum lançado pela banda até então – , prova disso é a faixa Outsiders, que figuraria facilmente no trabalho de 2013 sem causar nenhuma estranheza. Ao ouvir o álbum me perguntei se estaria a banda seguindo uma trilogia e quem sabe daqui há uns poucos anos o terceiro álbum possa ser lançado completando estes dois últimos tão “casados” entre sí. Pode ser viagem desta cabeça que voz escreve. Ou não.

Das 12 faixas do 17º trabalho de Brett Anderson & cia, destaco a já citada Outsiders, No Tomorrow, I Don’t Know How to Reach You e Like Kids, que resgata toda a essência da banda.

★★★

original

Megadeth – Dystopia: Arregaçador. Este foi o melhor termo que encontrei para classificar Dystopia, 15º trabalho do Megadeth. Com uma nova formação que conta com o batera Chris Adler (Lamb of God) e o guitarrista brazuca Kiko Loureiro (Angra), a banda conseguiu entregar aos fãs um álbum forte, intenso, carregado com bons riffs e solos engenhosos. Uma bela miscelânea do que de melhor o thrash, o heavy metal e o hard rock pode oferecer. Não é à toa que o tio Dave Mustaine declarou, cheio de autoconfiança, que esta seria a melhor formação da banda em tempos.

Entre os destaques do disco estão as porradônicas The Threat is Real, Dystopia, Fatal Illusion, a instrumental Conquer Or Die, Lying In State e The Emperor.

Depois do frustrante Super Collider de 2013, Dystopia desponta como uma agradável surpresa e já garante um lugar cativo na lista do melhores álbuns de 2016.

★★★★

theculthiddencitycdThe Cult – Hidden City: Talvez o que mais chame atenção à primeira audição de Hidden City, décimo trabalho dos ingleses do Cult, seja o vocal de Ian Astbury, aparentemente mais grave. Mas o novo álbum da banda – último da trilogia que se iniciou com  “Born Into This” (2007) e “Choice of Weapon” (2012) – vai muito mais além disso.

As doze faixas de Hidden City abordam temas espirituais que tratam sobre renascimento e redenção. “Os gurus de hoje tentam vender curas e ideias, como se fossem um novo fenômeno, o papel do artista é responder – não reagir -, observar, participar e compartilhar através das palavras e da música. Não há autoridade mais elevada que o coração”, declarou Astbury em recente comunicado à imprensa.

A banda  continua fazendo e muito bem o hard rock já conhecido do público, com instrumental rigoroso e preciso, tendo como forte destaque as batucadas do excelentíssimo John Tempesta.

Entre as mais interessantes faixas deste primoroso trabalho estão Dark Energy, No Love Lost, a soturna Birds of Paradise, Hinterland, G O A T, Avalanche of Light e Heathens.

★★★

 

Postado ao som do álbum “Back in the World” (2003) – Paul McCartney.

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Álbuns, Música e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s