Resenhas: Lita Ford, Richard Ashcroft e Eric Clapton

Resenhas Lita Ford, Richard Ashcroft e Eric Clapton

2016 anda muito bem, obrigado, em termos de bons lançamentos e neste último mês tivemos três ótimos exemplos disso. Do hard rock selvagem da musa Lita Ford ao pop-rock britânico do incrível Richard Ashcroft, passando pelo blues magnânimo do “Deus” da guitarra, Eric Clapton, basta unicamente dar o play e se deliciar. Tem pra todos os gostos! Bora lá?

Lita-Ford-Time-CapsuleLita Ford – Time Capsule: Pra quem curte uma balada pesada de raiz, Time Capsule, 9º trabalho da diva do hard rock Lita Ford, é um prato cheio. Composto por 10 faixas, o álbum é uma miscelânia de demos produzidas nos anos 80 e reformuladas, com participações mais do que especiais de grandes nomes do rock.

Billy Sheehan (The Winery Dogs), Gene Simmons (Kiss), Dave Navarro (Red Hot Chili Peppers), Jeff Scott Soto e Chris Holmes (W.A.S.P.) são só alguns exemplos do que você pode conferir não só no instrumental como também em algumas “canjinhas” vocais.

As faixas Where Will I Find My Heart Tonight, Killing Kind, Rotten To The Core, On The Fast Track e Mr. Corruption são os grandes destaques do álbum.

★★★★★

 

AshcroftRichard Ashcroft – These People: Já você que é um (a) adorador (a) do pop rock inglês em sua mais pura essência e com direito a leves pitadas de eletrônico, These People é feito sob medida para seus ouvidos!

O 5º trampo de Richard Ashcroft, ex-vocal do The Verve, traz 10 faixas que passeiam claramente entre um pop rock suave com uma leve agitação eletrônica, caso das faixas Out of My Body, Hold On e Everybody Needs Somebody to Hurt; e ainda nos remete em certos momentos à antiga banda do vocalista, como nas belíssimas This Is How It Feels, They Don’t Own Me e Picture of You. Excelente registro!

★★★★

 

eric-clapton-i-still-do-1-940x932Eric Clapton – I Still Do: Agora, se a sua praia é um bom blues acompanhado de riffs engenhosos e solos magistrais, a boa pedida fica a cargo de I Still Do, 23º trampo do todo-poderoso mestre Eric Clapton.

O álbum – uma verdadeira obra-prima, diga-se de passagem – é daqueles em que você dá o play e simplesmente viaja entre acordes deliciosos e viradas suaves, acompanhados da interpretação calma e precisa de Mr. Clapton, que faz sua guitarra chorar delicadamente em cada uma das 12 faixas e nos deixa querendo mais.

Can’t Let You Do It, a maravilhosa Spiral, Cypress Grove, Stones in My Passway (belíssimo cover de Robert Johnson) e Somebody’s Knockin’ (guitarra alucinante!) são alguns bons destaques deste verdadeiro petardo musical!

★★★★★

 

Postado ao som do álbum “I Still Do” (2016) – Eric Clapton.

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Álbuns, Música e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s