Resenhas: Garbage, Jørn Land e Red Hot Chili Peppers

Resenhas Garbage Jørn Land e Red HotE o ano parece mesmo que está rendendo bons lançametos. Do rock com leves batidas eletrônicas do Garbage e sua eterna musa dos anos 90, Shirley Manson, passando por um dos grandes nomes do heavy metal e seu vocal potente, Jorn e terminando no rock funkeado e renovado do Red Hot Chili Peppers. Escolha o seu preferido e dê o play!

garbage-strange-little-birds-album-newGarbage – Strange Little Birds: Ela voltou com tudo. É realmente impossível dar play em qualquer álbum do Garbage e não se empolgar com os vocais poderosos de Shirley Manson e sua trupe de músicos de primeira linha.

Strange Little Birds vem depois de quatro anos sem novidades e traz 11 faixas que misturam o rock e eletrônico de maneira precisa e deliciosa de se ouvir. Se você é fã da banda e já estava saudoso de um bom trampo dos caras, este novo disco é feito sob medida pra você! As canções Empty, Night Drive Loneliness, Magnetized e So We Can Stay Alive são as provas disso.

★★★★★

 

jornheavyrockradioJørn Land – Heavy Rock Radio: Não costumo falar muito de discos tributos ou covers, regravações, releituras e afins, mas este novo registro de Jørn Lande é um dos poucos que merece atenção.

O músico norueguês escolheu a dedo grandes clássicos que foram forte inspiração para o início de sua carreira e deu à elas uma cara quase irreconhecível. Instrumental grandioso, riffs vibrantes e viradas porradônicas misturadas à seu vocal de potência inigualável, fazem de Heavy Rock Radio uma exceção que foge à regra quando o assunto é um álbum de covers.

Atente às faixas I Know There’s Something Going On, You’re The Voice, Don’t Stop Believin e Killer Queen, grandiosos destaques deste incrível trabalho.

★★★★

 

Red-Hot-The-GetawayRed Hot Chili Peppers – Getaway: Ouvi uma galera descendo o sarrafo neste novo álbum do Red Hot, o que muito me surpreendeu. Getaway não é dos melhores trabalhos da banda, mas também não é o pior.

O disco dos caras – que estavam há 5 anos sem lançar um trampo de estúdio – traz em 13 faixas os já conhecidos elementos que fazem o seu som bastante singular: baixo groovado bem destacado e batera sólida, porém de uma maneira mais, digamos assim, reinventada.

Os destaques ficam a cargo das faixas The Getaway, Dark Necessities, Goodbye Angels, Go Robot e Detroit.

Disquinho bom de se ouvir, bem longe de ser tenebroso.

★★★★★

 

Postado ao som do álbum “Heavy Rock Radio” (2016) – Jørn Land.

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Álbuns, Música e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s