Cenário sombrio: parques de diversões abandonados

cenario-sombrio-parques-de-diversoes-abandonadosQualquer lugar abandonado passa uma sensação ruim e por mais que ele guarde boas recordações, encontrá-lo vazio, esquecido pelo tempo e rodeado por objetos deteriorados que fizeram parte de sua história pode ser assustador. Se a ideia de um hospital, uma ilha ou até mesmo uma cidade inteira abandonada pode assustar, imagine um parque de diversões deserto? E, por que não, vários?

Fechados, em sua maioria porque faliram, alguns deles guardam um passado amaldiçoado, outros foram apenas mal estruturados e administrados, fato é que suas imagens são no mínimo, medonhas. Existem muitos parques abandonados ao redor do mundo (mais de 20) e escrever sobre todos com direito a fotos deixaria esse post um tanto quanto cansativo, por isso escolhi apenas 5 pra você ter uma ideia do que tô falando…

Shawnee Lake Amusement Park (Virgínia Ocidental, EUA): Localizado no Condado de Mercer, estado americano da Virgínia Ocidental, o parque de diversões Shawnee Lake guarda um passado sombrio. No século XIX foi usado como cemitério indígena pelos nativos da tribo Shawnee, além de ter sido cenário para o violento assassinato de uma família. Nos anos 20, o terreno foi arrendado por um empresário e transformado num parque de diversões. Nem mesmo o novo cenário que se instalava conseguia absorver a atmosfera pesada do local e em pouco tempo uma sucessão de acidentes fatais começaram a acontecer. Em 1950, quando o parque já era mais conhecido, uma menina de 9 anos foi atropelada e morta por um caminhão de entregas. Já na década seguinte foi a vez de um garoto de 11 anos morrer afogado no lago do Shawnee. Ainda há relatos de que um homem teria se jogado da roda gigante. O parque foi reaberto nos anos 80 e mais tarde teria virado um pesqueiro, mas sem nenhum sucesso. Considerado por muitos como uma das áreas mais assombradas dos EUA, o parque Shawnee Lake é presença constante nos programas sobre paranormalidade e caça-fantasmas.

shawnee-lake-1 shawnee-lake-2 shawnee-lake-3

Parque de Diversões Takakonuma Greenland (Fukushima, Japão): Uma lenda digna de filme de terror cerca a história desse parque japonês. Criado em 1973 por um empresário de nome Makoto, o Takakonuma Greenland seria um investimento dele em parceria com o capeta, isso mesmo, o tinhoso, coisa ruim, demonho, como você preferir. O “empreendedor” não tinha capital para montar seu negócio e procurou a “ajuda” de um Oni (demônio japonês) chamado Amanojako, que em troca teria pedido sua filha. A garota sumiu misteriosamente na inauguração do parque, que aliás durou apenas 2 meses, devido ao falecimento de Makoto. Já em 1986 ele ganhou novo (e desconhecido) dono e reiniciou seus trabalhos até 1999, quando fechou devido a diversos acidentes fatais nos brinquedos.

Apesar de vazio e abandonado, alguns relatam enxergar o parque funcionando, como se nunca tivesse fechado. Tem gente que diz ter visto Takakonuma em funcionamento até pelo pelo google maps… Ah, sim, claro, e ainda existem histórias sobre fotos de espíritos e aparições. Sendo verdade ou mentira, só de ver as fotos já dá um certo “receio” né não?

takakonuma-greenland-1 takakonuma-greenland-2 takakonuma-greenland-3

Cidade Park Albanoel (Rio de Janeiro, Brasil): Não há nenhum mistério nem lenda que cerque a história do Cidade Park Albanoel. Ele é apenas um parque abandonado. Abandonado e triste.

O Cidade Park Albanoel foi um parque de diversões criado no ano 2000 pelo político Albano Antônio Reis, conhecido como Papai Noel de Quintino, porque se fantasiava de bom velhinho em todos os natais e distribuía presentes aos carentes da região. Reis, que era deputado estadual e já havia se candidatado à prefeitura do Rio, tinha planos ambiciosos para seu parque, ele desejava que o Cidade Park Albanoel fosse o maior centro temático do país, com direito a uma cidade – faroeste, uma fazendinha, navio-hotel, parque aquático, uma réplica do Cristo Redentor e um espaço para shows. O complexo era muito frequentado e chegou a receber 10 mil visitantes num único dia, mas em 18 de dezembro de 2004 o sonho de Albano acabou, assim como sua vida. O deputado foi atropelado e morreu em frente a seu parque, na rodovia Rio-Santos. O atropelamento, que de início levantou suspeitas de ter sido criminal, foi esclarecido como um acidente infeliz causado por um turista alemão que desesperado, queimou o próprio carro para não ser descoberto. Com a morte de Albano, o Cidade Park Albanoel caiu em abandono total, transformando o cenário antes de alegrias e comemorações em um dos parques mais tristes do mundo.

cidade-park-albanoel-1 cidade-park-albanoel-2 cidade-park-albanoel-3

Parque Gulliver’s Kingdom (Yamanashi, Japão): Um parque temático voltado ao personagem Gulliver e suas aventuras parece uma boa ideia, menos quando sua localização é num dos lugares mais inapropriados do mundo. O “Reino de Gulliver” foi construído em 1997, numa antiga base de operações do Aum Shinrikyo, uma seita que dois anos antes foi responsável por um ataque terrorista que deixou 13 mortos e mais de 6 mil feridos no metrô de Tóquio. Além disso, o Gulliver’s Kingdom fica bem próximo à Aokigahara, conhecida como “Floresta do Suicídio”, território de alta periculosidade, visto que por ano aproximadamente 50 pessoas tiram a própria vida neste local.

A impopularidade da região levou à falência do parque em 2001, que deixou poucos restos de brinquedos e entulhos, além da gigante imagem de Gulliver já deteriorada, dando ares bem estranhos ao cenário.

gullivers-kingdom-1 gullivers-kingdom-2 gullivers-kingdom-3

Parque Okpo Land (Okpo-Dong, Coreia do Sul): Não há muita informação a respeito deste parque coreano. O que se sabe é que foi o único parque de diversões construído na região da ilha Geoje, o que fez com que rapidamente se tornasse um sucesso e muito frequentado. Não existem dados precisos sobre sua data de inauguração e tampouco o nome do responsável. O que se fala é que Okpo Land fechou suas portas em 1999 após uma sequência de acidentes fatais, tendo dois deles acontecido na montanha russa do pato. No primeiro acidente, uma criança foi arremessada do carrinho, já no segundo, um dos carros soltou-se do trilho e virou, jogando uma moça de encontro à morte.

O proprietário do parque fugiu na madrugada posterior ao último acidente e deixou tudo exatamente como estava, até mesmo o carro que virou foi deixado pendurado sobre a borda de seus trilhos. Ao longo dos anos os brinquedos enferrujaram e o local foi tomado por matos e ervas daninhas. Okpo Land se tornou ponto de encontro de grafiteiros e exploradores urbanos, sendo finalmente demolido em 2011.

okpo-land-1 okpo-land-2 okpo-land-3

Imagens: Lugares Esquecidos, Pinterest, Empty Robot Bodies/flickr.co, Meow.fr

88888

Postado ao som do álbum “This is …1985” (2008) – Various Artists.

Anúncios

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Bizarrices e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s