6 músicas disco em versão metal

musicas-disco-em-versao-metal

É praticamente impossível pensar nos anos 70 sem lembrar da era disco, verdadeira febre na época. Com músicas trazendo temáticas alegres ou românticas, embaladas por um instrumental muito bem elaborado (na maioria das vezes destacando um baixo suingado), estes hits são verdadeiras influências na vida de grandes músicos. Tanto que diversas bandas de rock já regravaram vários sucessos da disco music.

Separei algumas mais “pesadas” pra você dar aquele confere maroto. Saca só:

***********

Kingston Wall – I Feel Love:

O clássico da disco que ficou conhecido na voz de Donna Summer ganhou uma versão bem interessante da banda finlandesa Kingston Wall.

***********

The Traceelords – Daddy Cool:

Em 1976, o grupo Boney M lançava seu primeiro álbum contendo um dos maiores hits da disco: Daddy Cool. 25 anos depois, a banda alemã The Traceelords regravou a música em moldes bem diferentes da original.

PS: Apesar de conter na descrição do vídeo que se trata de uma versão punk, podemos notar durante a audição que de punk não tem nada…

***********

Turisas – Rasputin:

Mais um sucesso do grupo Boney M que ganhou uma versão pesadaça. Rasputin, top 10 das paradas setentistas, foi regravada pela banda de metal sinfônico Turisas, em 2007.

***********

Dweezil Zappa – Stayin’ Alive:

Essa versão do Bee Gees é provavelmente a melhor já feita de Stayin’ Alive. Além de contar com um dos rebentos do lendário Frank Zappa – o guitarrista Dweezil Zappa – ainda traz nos backing vocals os músicos Nuno Bettencourt, Gary Cherone e Pat Badger, do Extreme.

***********

Discore – Hot Stuff:

Mesmo com a participação do guitarrista Jeff Baxter, (The Doobie Brothers, Steely Dan), Donna Summer jamais pensaria que sua música lançada em 1979 ganharia uma regravação mais puxada pro rock, ainda mais tão pesada como a feita pela banda alemã Discore.

***********

Place Of Skulls – Don’t Let Me Be Misunderstood:

A versão original desse som não tem nada de disco, muito pelo contrário, foi gravada pela cantora Nina Simone na década de 60 e regravada por diversos nomes da música. Mas foi com banda The Animals e o grupo disco Santa Esmeralda que Don’t Let Me Be Misunderstood teve grande êxito. Aqui, ela aparece repaginada, toda trabalhada no metal, pelas mãos da banda americana Place Of Skulls.

***********

Postado ao som do álbum “Balls to Picasso” (1994) – Bruce Dickinson.

Anúncios

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Música, Versões e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s