Teorias da conspiração: Hotel California e o Satanismo

Em 1976 os americanos do The Eagles lançavam seu 5º álbum, Hotel California, que seria sucesso absoluto nas paradas e se tornaria o disco mais vendido dos caras. Entre as 9 canções do play está a faixa-título, composta pelos músicos Don Felder (guitarra), Don Henley (vocal) e Glenn Frey (guita e teclados). Este é, sem dúvida, o grande hit da banda e traz muitas teorias bizarras.

Uma delas afirma que a letra de Hotel California trata da adoração e culto ao Satanismo. Há quem diga que os caras da banda eram praticantes do ocultismo e discípulos de Anton LaVey, fundador da igreja de Satã (1966) e autor de uma espécie de “Bíblia Satânica” (1969). Inclusive a composição seria uma homenagem ao local onde a tal bíblia foi escrita, tanto que o ano de sua publicação – 1969 – é citado na canção:  

“… We haven’t had that spirit here since

Nineteen sixty-nine

And still those voices are calling from far away…”

Na verdade os primeiros acordes da “sinistra música satânica” (risos gerais) nasceram numa quente e marota tarde de verão em Malibu. “Lembro-me de estar sentado na sala de estar em um espetacular dia de julho com as portas abertas”, disse Don Felder em entrevista à Guitar World. “Eu estava sentado no sofá, com minha roupa de banho molhada, pensando que o mundo é um maravilhoso lugar para estar. De repente os acordes de Hotel Califórnia simplesmente sorriram”. Já a letra aborda os excessos do estilo de vida americano e o fim da inocência, numa metáfora sobre o estilo de vida hedonista que os músicos viviam na década de 70.

Um álbum com letras introspectivas e um tanto misteriosas exigia, no mínimo, uma capa à altura, e foi com essa ideia que Don Henley recrutou o diretor de arte e designer britânico John Kosh, responsável pelas renomadas capas de Who’s Next (1971) do The Who e Abbey Road (1969) dos Beatles, pra citar só algumas…

“Don queria que eu encontrasse e retratasse o Hotel Califórnia com uma visão ligeiramente sinistra”, lembrou Kosh em entrevista ao site gringo Rock and Roll Report. Com a difícil tarefa de encontrar uma fachada sombria, o artista explorou diversos cenários junto ao fotógrafo americano David Alexander. Em pouco tempo já havia um local eleito: o Beverley Hills Hotel, em Sunset Boulevard.

Para apagar o porte imponente do hotel e deixá-lo com ares lúgubres foi necessário que as fotos fossem feitas na “hora dourada” logo antes do pôr-do-sol e de um lugar no mínimo, inusitado.

“Para obter a imagem perfeita, David e eu nos sentamos em um guindaste pendurado no Sunset Boulevard, bem na hora do rush, disparando cegamente contra o sol”, contou Kosh no documentário Excerpt – Hotel California. “Nós dois trouxemos nossas Nikons e usamos o filme Ektachrome de alta velocidade à medida que a luz começou a desaparecer. Ele nos deu a granulidade do resultado final”.

E assim nascia uma das capas mais conhecidas do rock.

Até aí tudo bem, tudo normal com a capa de Hotel California. Mas o que talvez tenha alimentado ainda mais a teoria de que tanto a música como o álbum estariam ligados ao satanismo é a estranha capa gatefold do disco.

Enquanto a capa frontal traz a fachada do Beverley Hills Hotel retratada de uma maneira sombria, a capa gatefold (aquelas que abrem como livros), traz imagens do lobby do Lido Hotel em Hollywood, com uma pequena multidão em meio à banda. Essa seria só mais uma foto normal se não fosse por um detalhe bizarro: no alto da imagem, na sacada, é possível notar uma estranha figura, um tanto assustadora. A teoria “satanista” ganharia ainda mais força pela imagem obscura. Alguns atestam que se trata de Anton LaVey; outros acreditam se tratar do fantasma de um homem assassinado  por LaVey durante um ritual. Ao ser questionado sobre a figura misteriosa, o designer John Kosh revelou em entrevista ao site gringo FeelNumb: “Ninguém sabe o que a figura sinistra que espreita na janela da varanda está fazendo – ou quem ele é. Eu suponho que ele deve ter sido um espírito benigno, pois o Hotel California foi platinado imediatamente!”

Já a banda nega toda e qualquer versão e já declarou diversas vezes que se trata de uma modelo contratada.

E você o que acha? Todo esse mistério sobre o Hotel California é só mais uma teoria da conspiração ou tem seu fundo de verdade?

*É válido lembrar que na versão em CD a imagem citada se encontra na contracapa do álbum.

Imagens: Glenn Frey Online, FeelNumb e Asylum.

Postado ao som do álbum “Hotel California” (1976), The Eagles.

Anúncios

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Bizarrices, Capas de Disco e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Teorias da conspiração: Hotel California e o Satanismo

  1. Bob disse:

    Eu não sei por que estou lendo isso na madrugada…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s