As capas mais bonitas de 2018

Já é tradição deste humilde blog fazer um apanhado das capas de discos mais bonitas que foram lançadas no decorrer do ano. Então bora curtir a lista:

*Capas postadas em ordem alfabética.

Bearings – “Blue In The Dark”: Capa feita pelo artista espanhol Fran Rodríguez.

 

Black Stone Cherry – “Family Tree”: Capa feita pelo artista Ron Koch.

 

Dilemma – “Random Acts Of Liberation”: Capa feita pelo artista Branden Harvey.

 

Donovan Wolfington – “Waves”: Capa feita pelo artista Eric Tankerley.

 

Galahad – “Seas of Change”: Capa feita por Paul Tippett, do coletivo Vitamin P.

 

Guru Guru – “Rotate!”: Capa feita pelo fotógrafo e designer alemão Nabil Zitouni.

 

Imagine Dragons – “Origins”: Capa feita pelo designer gráfico “Beeple”.

 

Scandic Tribe – “Light At The End”: Artista responsável pela capa não divulgado.

 

Steve Perry – “Traces”: Capa feita pelo ilustrador americano Jeff Wack.

 

Strange Land – “Galactic Drift: Impact Event Part Two”: Capa feita pelo artista Artur Rosa.

 

Postado ao som do álbum “Slowhand” (1977), Eric Clapton.

Anúncios

Sobre rosegomes

Rose,Tia Rose, Desert Rose ou só Desert, como quiser. Estudante de jornalismo, amante de boa música e boa bebida. Traz no currículo a pretensão de ser um Fábio Massari de saias. Contato: cademeuwhiskey@gmail.com
Esse post foi publicado em Capas de Disco e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s